Fazer login

Ajuda

Alterações nas assinaturas do Prime Video no Brasil, na Argentina, no Chile e na Colômbia

Saiba mais sobre as alterações das opções de assinatura do Prime Video.

O que está mudando?

Se você mora no Brasil, pode atualizar sua assinatura no Prime Video de dólares americanos para reais e pagar menos.

  • Quando você mudar para reais, você terá acesso ao mesmo conteúdo e poderá transmiti-lo nos mesmos dispositivos. Também é possível pagar em moeda local usando as formas de pagamento de sua preferência, incluindo o American Express.
  • Não aceitamos cartões de débito para pagamentos em reais.

Se você mora na Argentina, no Chile ou na Colômbia, você pode atualizar sua assinatura do Prime Video de dólares americanos para pesos.

  • Quando você mudar para a moeda local, terá acesso ao mesmo conteúdo e poderá fazer streaming nos mesmos dispositivos. Você também pode pagar em sua moeda local usando suas formas de pagamento preferidas.
  • Aceitamos os seguintes cartões de crédito emitidos localmente: Chile: Visa, Mastercard e Amex (somente crédito); Argentina: Visa, Mastercard, Amex, Diners e Tarjeta Naranja (crédito e débito); Colômbia: Visa, Mastercard, Diners e Amex (crédito e débito)
  • Clientes que pagam em pesos argentinos terão impostos cobrados além da assinatura do Prime Video. Para obter informações sobre os valores dos impostos, consulte Tarifas de IVA / GST.

Como atualizar a forma de pagamento de uma assinatura

Você pode atualizar sua assinatura para reais em Conta e configurações. Você deve fornecer seu CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) ao efetuar essa alteração.

Nota:

  • Essa alteração diz respeito apenas aos clientes que moram no Brasil, na Argentina, no Chile ou na Colômbia e têm uma assinatura ativa do Prime Video. Os novos assinantes do Prime Video são automaticamente inscritos nas assinaturas com a moeda local.
  • Quando você atualizar sua assinatura para reais ou pesos argentinos, colombianos ou chilenos, emitiremos um reembolso proporcional com base nos dias restantes do seu último mês de serviço cobrado em dólares americanos.